NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

Ethos Integridade

”Blatter deve renunciar, suspendendo-se as eleições”

28/05/2015

Compartilhar

 

É o que diz Cobus de Swardt, da Transparência Internacional, em pronunciamento logo após a prisão dos dirigentes da Fifa em Zurique.

Depois do anúncio pela Suíça e pelos Estados Unidos dos procedimentos jurídicos contra a Fifa por suposta lavagem de dinheiro em conexão com as Copas do Mundo de 2018 e 2022 e, ainda, alegações de corrupção “sistemática” nos Estados Unidos e na América Latina, a Transparência Internacional, organização parceira do Instituto Ethos, afirmou que Joseph Blatter deve renunciar e que as próximas eleições presidenciais devem ser suspensas.

Em pronunciamento, Cobus de Swardt, diretor executivo da Transparência Internacional disse o seguinte:

Os alertas para a Fifa estão aí há bastante tempo, mas ela se recusou a seguir vários padrões básicos de boa governança que poderiam reduzir o risco de corrupção.

Esses escândalos devem ter acontecido sob a supervisão de Sepp Blatter na Fifa, um período que compreende quase duas décadas. Pelo bem dos fãs e da boa governança do futebol, é hora de ele renunciar. As eleições para presidente não terão credibilidade se estiverem manchadas com essas alegações pelas mais altas autoridades judiciais.

Blatter deve renunciar e as novas eleições deverão marcar uma nova era na liderança da Fifa. Ao mesmo tempo, deve haver transparência com relação a todos os potenciais conflitos de interesse e pagamentos aos membros do Comitê Executivo. Suas mãos devem ser limpas e vistas como limpas.

Em 2011, a Transparência Internacional publicou o Safe Hands (Mãos Limpas) sobre as providências que a Fifa deveria tomar, incluindo lidar com questões históricas. Tais providência incluíam aprimoramento de medidas contra o suborno em áreas de alto risco como:

  • Oferecimento de direitos de hospedagem na Copa do Mundo
  • Apoio financeiro às federações-membros
  • Pagamentos a funcionários
  • Contratos de TV e patrocínio
  • Vendas e distribuição de ingressos
  • Intermediários que agem em nome da Fifa

No mês passado, tendo em vista as eleições para a presidência da Fifa, a Transparência Internacional conduziu uma pesquisa com a Football Addicts, por meio do seu aplicativo Forza Football, para descobrir o que os fãs pensavam da Fifa. Cerca de 35 mil fãs, em 30 países, responderam: quatro em cada cinco disseram que Joseph Blatter não deveria participar das eleições para a presidência e 69% afirmaram não confiar na Fifa.

Fonte: Transparência Internacional

Usamos cookies para que você possa ter uma boa experiência ao navegar.
Ao usar o site você concorda com o uso de cookies.
Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

CONTATO

© 2016-2021 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.